Argentina quer criar estatal de alimentos para conter inflação no país
Wikimedia Commons
Argentina quer criar estatal de alimentos para conter inflação no país

O governo da Argentina anunciou nesta quinta-feira (17) que planeja criar uma empresa estatal de alimentos para tentar conter a inflação. O país fechou janeiro com alta de 3,9% nos preços. No acumulado em 2021, esse aumento foi de 50,9%. A inflação argentina está entre as mais altas do mundo e, na América Latina, só fica atrás da Venezuela.

O anúncio da estatal foi feito pela porta-voz do governo, Gabriela Cerrutti, durante entrevista coletiva. Ela não deu detalhes de como e quando a empresa irá funcionar.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram  e fique por dentro de todas as notícias do dia.

Leia Também

Já o diretor nacional de Políticas Integrativas do Ministério do Desenvolvimento Social, Rafael Klejzer, disse que a nova estatal será apresentada em breve.

Pelo Twitter, Klejzer afirmou que "criar uma empresa nacional de alimentos é fundamental para ativar o papel do Estado no planejamento, regulação, controle, produção, análise de custos e comercialização de alimentos de forma não monopolista e não deixar o mercado nas mãos de grandes corporações".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários