INSS volta a pagar
Reprodução: iG Minas Gerais
INSS volta a pagar "revisão do artigo 29" em maio; veja quem recebe

O INSS (instituto Nacional do Seguro Social) voltará a pagar a "revisão do artigo 29", também chamada de "revisão dos auxílios" em maio deste ano. Este será o último lote de pagamentos e deverá contemplar 10.941 beneficiários.

A correção acontece porque, entre 2002 e 2009, o INSS errou ao pagar benefícios por incapacidade, como auxílio-doença, auxílio-acidente, aposentadoria por invalidez e pensão por morte.

À época, o órgão deixou de descartar as 20% menores contribuições no cálculo da média salarial dos segurados, como determinava a lei.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia.

O erro levou o Ministério Público Federal e o Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos da Força Sindical (Sindnap) a ajuizarem uma Ação Civil Pública contra o instituto. O acordo permitiu ao governo distribuir os pagamentos ao longo dos anos desde 2013.

Leia Também

Os novos valores serão liberados para quem, em 17 de abril de 2012, estava nas seguintes condições:

  • teve o benefício cessado;
  • teve erro no cálculo do benefício;
  • tinha até 45 anos de idade;
  • estava com valores atrasados de até R$ 6 mil.

Segundo o INSS, o segurado poderá consultar se está no lote no fim de abril, quando "o processamento desses pagamentos deve ser concluído". A consulta pode ser feita por meio do telefone 135 ou do site ou aplicativo "Meu INSS".

Reforma da Previdência mudou o cálculo de benefícios

Com a reforma da Previdência, em vigor desde 2019, o cálculo de novos benefícios também não tem o descarte de 20% dos menores recolhimentos para a composição da média salarial.

Desde então, é feita uma média de todos os salários desde julho de 1994. O valor da aposentadoria será de 60% dessa média + 2% ao ano que exceder 20 anos de contribuição, para os homens, e +2% ao ano que exceder 15 anos de contribuição, para as mulheres.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários