Governo oficializa teto do INSS com reajuste
Martha Imenes
Governo oficializa teto do INSS com reajuste

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) foi anunciado na última terça-feira (11) e praticamente uma semana depois, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) oficializou seu impacto no reajuste dos benefícios de aposentados e pensionistas que ganham mais do que um salário mínimo.

Como o indicador fechou em 10,16%, o teto das aposentadorias e pensões suba dos atuais R$ 6.433,57 para R$ 7.087,22. As faixas de contribuição ao INSS dos trabalhadores empregados, domésticos e trabalhadores avulsos também foram reajustadas.

O reajuste ficou abaixo do salário mínimo, que subiu 10,18%. 

Em 2021, o reajuste foi de 5,45% para beneficiários do INSS que recebem acima de 1 salário mínimo. Já para quem ganhava 1 salário mínimo, o percentual foi de 5,26%.

Leia Também

Ao todo, 12 milhões de brasileiros estavam no aguardo da publicação no Diário Oficial. O INPC também reflete nas contribuições dos trabalhadores ao INSS por faixa salarial, e em outros benefícios, como salário-família e auxílio-reclusão.

Confira os valores

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) corrige também as contribuições previdenciárias que os trabalhadores da ativa fazem mensalmente. Os salários de dezembro, pagos em janeiro, seguem as regras do ano anterior. As novas contribuições incidem somente sobre a folha de janeiro, a ser quitada em fevereiro.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários