Hugo Leal, relator do Orçamento
Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Hugo Leal, relator do Orçamento

O relator do Orçamento de 2022, deputado Hugo Leal (PSD-RJ), rejeitou o pedido do governo Jair Bolsonaro para incluir em seu parecer uma previsão de reajuste salarial para policiais federais.

Apresentado nesta segunda-feira (20), o texto tinha previsão de ser apreciado ainda hoje pela Comissão Mista de Orçamento (CMO) e, depois, em plenário. Mas, por falta de acordo, a deliberação foi adiada para amanhã.

Na semana passada, o ministro da Economia, Paulo Guedes, pediu ao Congresso para reservar R$ 2,8 bilhões no Orçamento de 2022 com o objetivo de conceder reajustes .

Embora não estivesse especificado, o valor seria usado para aumentar os salários das forças de segurança federais.

Leia Também

Por determinação do presidente Jair Bolsonaro, o governo tinha intenção de conceder um aumento para integrantes da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e de carreiras do Ministério da Justiça.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários