Relator da reforma do IR no Senado, Angelo Coronel, quer retirar do texto tributação de lucros e dividendos
Geraldo Magela/Agência Senado
Relator da reforma do IR no Senado, Angelo Coronel, quer retirar do texto tributação de lucros e dividendos

Apesar de ser uma das promessas da campanha do presidente Jair Bolsonaro em 2018, a reforma o Imposto de Renda não deve sair neste mandato. Segundo a colunista Carla Araújo, do UOL, o governo desistiu de corrigir a tabela de isenção do Imposto de Renda dos atuais R$ 1,9 mil para R$ 2,5 mil.

O relator da proposta no Senado, Angelo Coronel, já havia dito que era melhor extinguir a proposta e começar uma do zero, ouvindo diferentes setores da sociedade. 

Coronel julga que seja melhor pedir o reajuste via Medida Provisória, assim o governo definiria os parâmetros e o Congresso teria até 120 dias para votar o parecer. 

Se a desistência se concretizar, serão sete anos sem reajuste da tabela. Com isso, segundo a Unafisco Nacional, 15,1 milhões de pessoas pagam mais do que deveriam. Isso porque se houvesse a correção da tabela, essa parcela da população poderia estar livre da tributação.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários