Bolsonaro
Valter Campanato/Agência Brasil
Bolsonaro

Desde o início do mandato, o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe gastaram R$ 49,8 milhões* com viagens presidenciais pelo Brasil.  Foram 262 viagens ao todo.

O presidente começou o mandato concentrando suas viagens nas regiões sul e sudeste do país (62 viagens). Em 2021 e 2021, o cenário se inverteu: as viagens para norte e nordeste aumentaram, enquanto as viagens do sul e sudeste tiveram queda.

Viagens internacionais custaram R$ 3,9 milhões

As viagens do presidente e sua equipe para o exterior já custaram R$ 3,9 milhões aos cofres públicos. A viagem internacional mais cara do período foi a do sudeste asiático, que aconteceu em 2019, que custou R$1,1 milhão. Em segundo lugar está a viagem para a Índia, em 2020, que teve um gasto de R$ 742 mil, seguida da viagem ao Japão, com R$ 331 mil.

Importante lembrar que as datas de ida e volta das viagens disponibilizadas na planilha correspondem às viagens do chamado Escalão Avançado (ESCAV), que chega no destino antes do presidente. Esta reportagem da Superinteressante explica como funciona uma viagem presidencial. O governo não divulga a informação sobre quantas pessoas fazem parte desta equipe de apoio.

Leia Também

Confira aqui  os dados das viagens do presidente.

*O valor é o somatório de todos os anos do mandato do presidente até 10 de novembro de 2021, com correção pelo IPCA de cada ano.

Crédito:  “Fiquem Sabendo, agência de dados especializada no acesso a informações públicas"; Twitter da Fiquem Sabendo ;  Veja a publicação original .


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários