Orçamento secreto: Câmara aprova projeto que limita emendas de relator
Reprodução O Globo
Orçamento secreto: Câmara aprova projeto que limita emendas de relator

Após um relatório da CGU (Controladoria-Geral da União) sobre compra de tratora superfaturados comprados com verba que seria das emendas do relator, que formam o "Orçamento Secreto" , a Polícia Federal (PF) pediu a abertura de um inquérito para apurar os supostos desvios e mira 30 deputados, informa o colunista do GLOBO Lauro Jardim. 

O inquérito foi pedido há dez dias ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas ainda não teve resposta. O STF referendou por 8x2 a liminar da ministra Rosa Weber e suspendeu os repasses das emendas que estavam sendo usadas como barganha para aprovação da PEC dos Precatórios na Câmara dos Deputados. 

O ministro da CGU, Wagner Rosário, já havia dito à Câmara que o esquema de compra de votos estava na mira da PF e da CGU. 

Ontem, o Congresso aprovou medidas para regulamentar as RP9 , mas parlamentares críticos à proposta dizem que ela ainda não torna transparente o destino da verba , como pede a Constituição. 

Leia Também

Uma das medidas passa a valer a partir de 2022 e limita em R$ 16 bilhões o espaço no Orçamento para as emendas do relator. 



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários