Relator da reforma do IR quer elevar faixa de isenção para R$ 3,3 mil
LULA MARQUES
Relator da reforma do IR quer elevar faixa de isenção para R$ 3,3 mil

O relator do projeto que altera as regras do Imposto de Renda (IR) no Senado, Angelo Coronel (PSD-BA), quer ampliar a faixa de isenção para pessoas físicas dos atuais R$ 1,9 mil para três salários mínimos, ou seja, R$ 3,3 mil de rendimento mensal.

Este valor, segundo conta em entrevista ao GLOBO, fica acima do proposto pelo governo no projeto original, já aprovado pelos deputados, que levava a isenção para o patamar de R$ 2,5 mil.

Pela proposta do senador, 19 milhões de brasileiros ficariam livres do IR. Com o patamar vigente hoje, 16,3 milhões não pagam IR. Isso ocorrerá, segundo Coronel, separando a correção da tabela das demais regras previstas no projeto de mudança do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ).

Angelo Coronel também pediu para que o ministro da Economia, Paulo Guedes, tenha calma. 

"O ministro tem que entender que cada um tem o seu tempo. O tempo dele é um, o tempo da Câmara é outro e o tempo do Senado é outro. Não é porque o ministro quer pressa que nós vamos atender o que ele quer. E quanto mais esse tipo de pressão é feita, é que há uma certa falta de vontade da celeridade. A pressão de Guedes aqui no Senado, ela praticamente tem sentido inverso: em vez de dar celeridade, termina dando morosidade", disse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários