Presidente da Câmara, Arthur Lira destinou cerca de R$ 8 milhões para a cidade governada por seu pai
Pablo Valadares/ Câmara dos Deputados
Presidente da Câmara, Arthur Lira destinou cerca de R$ 8 milhões para a cidade governada por seu pai

A cidade de Barra de São Miguel (AL), governada por Benedito de Lira, pai do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), foi agraciada com a destinação de R$ 3,8 milhões provenientes de emendas do relator. O repasse ocorrerá por meio da superintendência da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf) em Alagoas, comandada por um primo de Lira, João José Pereira Filho.

Joãozinho, como ele é conhecido, chegou ao cargo em abril deste ano por indicação do próprio presidente da Câmara. O recurso sairá dos cofres do Ministério do Desenvolvimento Regional, cujo titular é Rogério Marinho.

As emendas de relator compõem o chamado orçamento secreto. Trata-se de um artifício pelo qual o deputado ou senador escolhido relator do orçamento daquele ano tem o poder de encaminhar diretamente aos ministérios sugestões de aplicação de recursos da União. Nesse processo, contudo, não é divulgado o nome do parlamentar que figura como autor de tal solicitação Esse instrumento vem sendo usado pelo governo para turbinar as emendas de aliados no Congresso. Na Câmara, Arthur Lira tem papel decisivo na partilha dessa verba.

Leia Também

Prefeitos aliados de Lira receberam R$ 115 milhões desde quando a emenda de relator passou a vigorar. Só a cidade governada por Benedito Lira, R$ 8,8 milhões foram destinados.

Parte do valor foi empenhado no dia 29 de outubro, às vésperas da votação da PEC dos Precatórios na Câmara. Na época, Lira era o principal articulador do Palácio do Planalto para aprovação da proposta, que se concretizou na última quarta-feira (03), com 312 votos favoráveis ao texto e 144 contrários. 

Barra de São Miguel tem pouco mais de seis mil habitantes e é preferência do presidente da Câmara para investimentos. Para se ter ideia da diferença entre o valor destinados aos municípios, Jequiá da Praia, que tem 12 mil habitantes, não é contemplada com verbas federais desde 2019. 

Ao jornal O Globo , Lira negou que o valor destinado para a cidade governada por Benedito Lira faça parte das negociações para a aprovação da PEC dos Precatórios. Segundo sua assessoria, o valor foi solicitado em 2020, mas a tramitação para escolha de empresas para a pavimentação da cidade e outros trâmites burocráticos fizeram com o que o valor fosse empenhado recentemente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários