Guedes criticou comentários sobre dados errados do Caged
Reprodução: iG Minas Gerais
Guedes criticou comentários sobre dados errados do Caged

O ministro da Economia Paulo Guedes disse em um evento nesta manhã que houve muito barulho por causa de um erro de cálculo de cerca de 50 mil vagas no saldo de empregos do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Segundo ele, a diferença não muda o resultado de 3 milhões de empregos gerados.

"Nós protegemos 11 milhões de empregos no mercado formal, com um saldo líquido de criação de empregos. Houve muito barulho a respeito a de um erro de 50 mil, que é bastante, dos empregos que foram, aparentemente, reportados equivocadamente ao Caged, mas o fato é de quem criou três milhões de empregos não há mudança do ponto de vista qualitativo", disse.

Guedes disse que pode ter sido erro do Caged mas não do governo.

Leia Também

"São informações que vem do setor privado", pontuou o ministro ao participar virtualmente de um evento para debater a retomada do acordo entre Mercosul e União Europeia, promovido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que teve ainda a presença do vice-presidente Hamilton Mourão e autoridades, no Centro do Rio.

Uma das polêmicas da pandemia é a constante disparidade dos dados do Caged e do IBGE sobre vagas e número de desempregados, divulgadas todos os meses. Além das divergências na metodologia, a principal diferença é que o instituto considera os informais também.

Há alguns meses, o ministro criticou a forma de apuração na pandemia, feita por telefone, e disse que o IBGE ainda estava na idade da pedra, se referindo ao fato de estar defasado nas suas informações.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários