Presidente Jair Bolsonaro e Luciano Hang
Reprodução Redes Sociais
Presidente Jair Bolsonaro e Luciano Hang

Grandes empresários estão deixando o presidente Jair Bolsonaro de lado e se mostram insatisfeitos com as posturas de Luciano Hang, dono das lojas Havan. A informação é do jornalista Guilherme Amado, do Metrópoles.

Hang é um dos maiores apoiadores de Bolsonaro e sempre apareceu nas fotos com o presidente. A relação fez  o empresário almejar uma cadeira no Senado em 2022.

Para o grupo empresarial, Luciano Hang tem postura exagerada e não condiz com a discrição dos grandes empresários. Eles dizem que o dono da Havan criou um personagem.

Um dos empresários que se afastaram de Bolsonaro por causa de Luciano Hang foi Sebastião Bonfim, dono da Centauro. Bonfim foi fundador do Brasil 200, grupo de empresários bolsonarista para discutir interesses econômicos, e foi o primeiro grande empresário a se posicionar favoravelmente a Bolsonaro.

Entretanto, as atitudes de Hang e as críticas de membros sobre a demissão de Sérgio Moro fez o empresário recuar e pedir para deixar o Brasil 200. Embora tenha de afastado. Mesmo com o afastamento, Sebastião Bonfim continua sendo apoiador ferrenho de Jair Bolsonaro.

Leia Também

Acusações na CPI

Parte dos membros do Brasil 200 foram denunciados pela CPI da Pandemia no Senado, entre eles Luciano Hang. O empresário prestou depoimento à comissão e debochou do trabalho dos senadores.

Na época, ele levou cartazes dizendo que os senadores não o deixava falar, além de publicar uma foto sua na CPI para anunciar uma promoção de sua loja.

Em seu relatório final, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) denunciou Hang por incitação ao crime. Segundo Calheiros, a propagação de notícias falsas causaram mortes de pacientes que fizeram uso errado de medicamentos

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários