Hidrelétricas das regiões Sudeste e Centro-Oeste operam com a menor capacidade desde 2000
Reprodução: iG Minas Gerais
Hidrelétricas das regiões Sudeste e Centro-Oeste operam com a menor capacidade desde 2000

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou nesta sexta-feira (15) que hidrelétricas das regiões Sudeste e Centro-Oeste do país operam com a menor capacidade de geração de energia elétrica desde início da série histórica. Segundo ONS, as operações acontecem com cerca de 16,8% da capacidade, o menor índice de geração desde 2000.

No dia 15 de outubro de 2001, por exemplo, data em que vigorava o racionamento de energia elétrica, as usinas operavam com 21% da capacidade.

Desde o início do ano, o país passa pela pior crise hídrica em 91 anos. A falta de chuvas provocou a redução dos níveis de reservatórios e acabou prejudicando o fornecimento de energia.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), para tentar frear a situação, aumentou a bandeira tarifária para o consumidor e opera ao nível de escassez hídrica. A agência também cobra a bandeira vermelha patamar 2 dos consumidores, a mais cara.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na quinta-feira (14) que pedirá ao ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia) para reduzir a bandeira tarifária de novembro. No entanto, Albuquerque não tem influência sobre as decisões da Aneel, que deverá manter a bandeira vermelha até o fim deste ano.

Embora o governo negue, especialistas acreditam na possibilidade de racionamento de energia elétrica ou até mesmo apagões no começo de 2021. O Palácio do Planalto chegou a sugerir o racionamento voluntário e criou um programa para oferecer descontos aos consumidores que economizarem energia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários