Bento Albuquerque minimizou pressão de empresários que querem volta do horário de verão
Agência Brasil
Bento Albuquerque minimizou pressão de empresários que querem volta do horário de verão

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou nesta quinta-feira (30) que o governo federal não retomará o horário de verão. Segundo Albuquerque, não há necessidade de voltar com a medida para economia de energia, mesmo com o país passando pela pior crise hídrica em 91 anos.

"O horário de verão não se faz necessário no que diz respeito à economia de energia", disse, em entrevista

"[A proposta] não foi renovada em 2019 e permanece da forma como está", concluiu.

Ao participar da inauguração da segunda maior termelétrica do Brasil, Bento Albuquerque minimizou a pressão de empresários em retomar o horário de verão. Os principais membros do empresariado brasileiro participaram de um abaixo-assinado em que pede a volta da medida para melhorar a situação energética do país.

Leia Também

Uma pesquisa realizada pelo Datafolha, aponta que 55% dos brasileiros são favoráveis a retomada do horário de verão, enquanto 38% se posicionaram contrários à proposta. Outros 7% se posicionaram de forma indiferente ou quiseram opinar sobre o tema.

O Brasil passa pela pior crise hídrica dos últimos 91 anos. Especialistas e operadores de energia elétrica acreditam que o país não suportará a demanda e deverá sofrer apagões no começo de 2022.

Para tentar controlar a situação, o governo federal autorizou o uso de termelétricas, energia mais poluente e cara. O Palácio do Planalto também criou programas para oferecer descontos na conta de energia elétrica, mas a verba será retirada dos Encargos de Serviços de Sistema (ESS), taxa cobrada nas contas luz dos contribuintes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários