107 empresas assinam carta cobrando metas climáticas
RBG KEW
107 empresas assinam carta cobrando metas climáticas "ambiciosas" do Brasil

Um grupo formado por 107 empresas assinou o manifesto “Empresários pelo Clima” cobrando medidas "ambiciosas" do governo federal para combater a crise climática. O documento também é assinado por 10 entidades setoriais que querem "protagonismo" brasileiro na próxima Conferência sobre o Clima, a COP 26, que acontece em novembro, em Glasgow (Escócia).

O manifesto divulgado nesta segunda-feira (27) será apresentado no evento pedindo que demais companhias adotem medidas para reduzir a produção de carbono. 

A ideia foi capitaneada pelo CEBDS (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável) e conta com apoio de grandes empresas como Bradesco, BRF, Braskem, Cosan, Natura, Ipiranga, JBS, Suzano e Votorantim. 

Segundo o G1, o CEBDS representa cerca de 80 grupos empresariais com atuação no Brasil, responsáveis por 47% do PIB brasileiro e 1,1 milhão de empregos.

"O mundo precisa, com urgência, caminhar para uma economia de baixo carbono e o setor empresarial no Brasil reconhece sua responsabilidade nessa transformação", diz o documento. "Objetivos climáticos ambiciosos correspondem à nossa convicção de que o Brasil deve buscar o protagonismo nas negociações de clima", acrescenta.

O grupo cobra marcos regulatórios que regulamentem e promovam o desenvolvimento do mercado de carbono e "mecanismos de financiamento para a promoção da transição climática e o combate integral e inequívoco ao desmatamento ilegal da Floresta Amazônica e de outros biomas brasileiros."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários