Governador de Minas Gerais Romeu Zema vetou trecho que proibia ônibus por aplicativo
Agência Brasil
Governador de Minas Gerais Romeu Zema vetou trecho que proibia ônibus por aplicativo

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), vetou o trecho do projeto de lei que regulamenta transporte fretado no qual impedia atividades de ônibus por aplicativo. A informação foi divulgada pela jornalista Carla Araújo, do UOL , e confirmada pelo iG.

O veto ainda será analisado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais, que poderá derrubar e manter a proibição da modalidade no estado. Para os deputados, a medida é um favorecimento às empresas, como a Buser. 

No começo do ano, Zema publicou um decreto em que regulamentava o transporte fretado e aliviou a compra de passagens por terceiros ou via aplicativo. Entretanto, deputados consideraram a proposta arbitrária e revogaram a medida. 

Ao UOL , o secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais, Fernando Marcato, informou que o texto aprovado pela ALMG é 'mais fraco' do que enviado pelo governo e negou favorecimento à statup Buser.

"Nós temos mais de 4 mil empresas de fretados no Estado e muitas delas não estão no sistema da Buser. Mas é fato que se você inviabiliza a atividade do fretador por consequência inviabiliza a Buser", disse. 

O veto deve ser analisado nos próximos dias pela ALMG, mas membros do governo mineiro acreditam que deputados devem acatar as justificativas apresentadas por Zema. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários