Prevent Senior é notificada
Divulgação
Prevent Senior é notificada

O Procon-SP notificou nesta sexta-feira (17) a operadora de saúde Prevent Senior, que aplicou o tratamento experimental com o chamado "Kit Covid" em seus pacientes.

Em documentos, a  CPI da Covid  tomou conhecimento de que o  plano de saúde ocultou mortes de pessoas que fizeram parte de um estudo para avaliar a eficácia de medicamentos como a cloroquina no combate à Covid-19.

Após a notificação do Procon-SP a empresa terá que comprovar que os pacientes autorizaram passar por tratamento experimental e que as autoridades sanitárias foram comunicadas.

O órgão de defesa do consumidor ainda exige que a Prevent Senior mostre o estudo na íntegra e que comprove que alertou os pacientes ou seus responsáveis sobre o risco do tratamento experimental.

Além disso, dados como o número de pessoas submetidas ao tratamento, qual o período de duração do estudo e do tratamento, quantas pessoas morreram durante o estudo e quais as causas declaradas dos óbitos também deverão ser apresentados ao Procon-SP.

"A Prevent não pode adotar um tratamento ainda não cientificamente comprovado sem informar os pacientes de todos os riscos e da incerteza do prognóstico. Ao fazê-lo abusou da idade, inexperiência e falta de conhecimento do consumidor, deixando de passar informação essencial. Se de fato a empresa agiu deste modo, incorreu em prática abusiva", afirma Fernando Capez, diretor-executivo do Procon-SP.

A Prevent Senior tem sete dias, a contar a partir de segunda-feira (20), para responder ao órgão. Procurada pela reportagem, a empresa ainda não retornou até o momento desta publicação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários