Representantes da categoria dizem que não conseguirão fechar o ano sem dívidas
undefined
Representantes da categoria dizem que não conseguirão fechar o ano sem dívidas

Apesar da promessa feita pelo presidente Jair Bolsonaro, Santas Casas e hospitais filantrópicos não viram nem a cor dos R$ 2 bilhões que o chefe do Executivo mencionou quatro meses atrás. Em maio à pandemia, é possível que as casas de saúde fechem o ano no vermelho. 

O dinheiro seria repassado por meio de medida provisória.

Segundo o colunista Lauro Jardim, a promessa havia sido feita em maio, em reunião om a Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB) e posteriormente confirmada pelo líder do governo na Câmara, Ricardo Barros.

Ao colunista, Mirocles Véras, presidente da CMB, disse: "Não vamos conseguir encerrar este exercício de 2021 se não garantirmos estes recursos aos hospitais."


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários