Segundo o governo, não há rodovias federais com interdição
Reprodução/Twitter/Ministério da Infraestrutura
Segundo o governo, não há rodovias federais com interdição

O Ministério da Infraestrutura informou na manhã desta sexta-feira (10) que não há mais rodovias federais interditadas, no entanto, três estados seguem com manifestação dos caminhoneiros: Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Rondônia.

Mesmo o presidente Jair Bolsonaro tendo mandado um áudio pedindo a dispersão, na terça, e ontem ter se encontrado com lideranças da categoria, alguns caminhoneiros afirmam que "só vão deixar as ruas quando se encontrarem com Rodrigo Pacheco", presidente do Senado e responsável por pautar impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ontem, eram 15 estados com registro de atos. O ministério disse que às 7h30 de hoje, com base em informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o número de ocorrências em rodovias federais caiu 45% desde a noite de quinta-feira.

"Nos estados de Mato Grosso do Sul, Goiás, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santos e Paraná não há mais qualquer ponto de retenção na malha federal. Há aglomerações sem prejuízo ao livre fluxo de veículos no Mato Grosso e no Pará", acrescentou.

Segundo o G1, no Paraná, tem um ponto de manifestação sem bloqueio no km 100 da rodovia estadual PR 466, na altura de Jardim Alegre, segundo a Polícia Rodoviária Estadual.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários