Homem admite ter roubado raspadinha de R$ 3,1 milhões de idosa na Itália
Reprodução/Shutterstock
Homem admite ter roubado raspadinha de R$ 3,1 milhões de idosa na Itália

 Após ter jurado inocência, o homem acusado de furtar uma raspadinha premiada de 500 mil euros (cerca de R$ 3,1 milhões) de uma idosa na Itália disse que se arrependeu do crime.

Gaetano Scutellaro, 57 anos, está em prisão preventiva por suspeita de furto agravado e tentativa de extorsão e, segundo seu advogado, Vincenzo Strazzullo, "entendeu que errou".

"Ele se arrependeu e se desculpou com todos por aquilo que fez.
Em lágrimas, pediu perdão para a idosa", declarou Strazzullo. O caso ocorreu em 2 de setembro , quando uma mulher de 69 anos comprou duas cartelas da raspadinha "Gratta e Vinci" em uma tabacaria de Nápoles, sendo que uma delas tinha um prêmio de meio milhão de euros.

A senhora então avisou um funcionário da tabacaria, que repassou a cartela para Scutellaro, dono da loja. O comerciante, contudo, teria se apossado da raspadinha e fugido de moto.

Ele foi preso no último domingo (5), enquanto tentava fugir para Tenerife, na Espanha, e o bilhete premiado estava escondido em um banco. Scutellaro tem audiência marcada para esta quinta-feira (9), quando deve confessar o crime perante um juiz.

Em entrevista a sites italianos nos últimos dias, o comerciante chegou a dizer que era inocente e que o bilhete premiado era seu, não da idosa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários