Live do Brasil Econômico desta quinta-feira (26) recebe André Braz, coordenador do IPC do FGV IBRE
Brasil Econômico
Live do Brasil Econômico desta quinta-feira (26) recebe André Braz, coordenador do IPC do FGV IBRE

Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria de votos nesta quinta-feira (26) para manter a lei sancionada em fevereiro pelo presidente Jair Bolsonaro que deu autonomia ao Banco Central (BC). A medida, apesar de ser motivo de comemoração para o mercado financeiro, pode não surtir muitos efeitos na prática. 

O economista André Braz, coordenador do IPC (Índice de Preços ao Condumidor) do FGV IBRE (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas) diz que a independência do órgão é fundamental, mas não deve surtir granes impactos no curto prazo. 

"A aprovação [pelo STF] é fundamental para a democracia, mas O BC já estava trabalhando de forma autônoma. Isso só reforça que nós teremos um Banco Central trabalhando em prol de controlar a inflação no menor prazo possível, e sem interferência", comenta Braz. 

O STF precisou votar a medida após a aprovação do Congresso Nacional, pois os partidos PT e PSOL questionaram a constitucionalidade da lei. As legendas alegam que a iniciativa teve vício de origem por vir do Senado, quando deveria ter partido da Presidência da República. 

Você viu?

O economista vê com bons olhos a decisão da Corte, pois permite que o BC seja austero quando precisar, sem sofrer pressões políticas. "É uma vitória para a democracia e vai garantir o curso da política para conter o avanço dos preços", completa.

Ele classifica o cenário atual de inflação como "fogo em palha", que se não for controlado a tempo, desafia a retomada econômica do país. "O juro alto é como se fosse um remédio, a gente aumenta ou diminui a dose em função da doença, que é a inflação, e quanto antes for diagnosticada, melhor", finaliza. 

Veja:


Lives do Brasil Econômico

Semanalmente, a redação do  Brasil Econômico entrevista algum especialista para aprofundar um tema relevante do noticiário econômico. Sempre às quintas-feiras, as transmissões começam às 17h pela página do Facebook e pelo canal do iG no Youtube.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários