O lucro do Fundo caiu 25% em 2020 em relação a 2019, quando o FGTS registrou lucro de R$ 11,32 bilhões
Reprodução: ACidade ON
O lucro do Fundo caiu 25% em 2020 em relação a 2019, quando o FGTS registrou lucro de R$ 11,32 bilhões

O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) se reúne nesta terça-feira (dia 17) para definir o valor da distribuição dos lucros do ano passado. Segundo o jornal Valor Econômico, o governo pretende distribuir 96% do lucro do FGTS aos trabalhadores para garantir uma rentabilidade acima do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do ano passado. No ano passado, o FGTS registrou um lucro de R$ 8,467 bilhões. Assim, seriam distribuídos R$ 8,128 bilhões. Segundo a Caixa, o crédito nas contas vinculadas ativas e inativas do FGTS será feito até o dia 31 de agosto.

A proposta será apresentada pelos ministérios da Economia e do Desenvolvimento Regional (MDR) na reunião do Conselho Curador. O Conselho é formado por representantes do governo, dos trabalhadores, através das centrais sindicais, e de empresários. O lucro do Fundo caiu 25% em 2020 em relação a 2019, quando o FGTS registrou lucro de R$ 11,32 bilhões.

Se o percentual for confirmado, a distribuição significa um valor de 1,92% em média sobre o saldo da conta vinculada do trabalhador existente em 31 de dezembro de 2020, nas contas ativas e/ou inativas. Segundo cálculos de Mario Avelino, presidente do Instituto Fundo de Garantia do Trabalhador (IFGT), com este valor de distribuição, para cada R$ 1.000 de saldo, será creditado R$ 19,20 na conta vinculada ativa e inativa.

Veja outras simulações:

  • No caso de um saldo de R$ 2.000, o crédito seria de R$ 38,40;
  • No saldo de R$ 3.000, crédito de R$ 57,60;
  • No saldo de R$ 10.000, o crédito de R$ 192;
  • No saldo de R$ 4.000, crédito de R$ 76,80;
  • No saldo de R$ 5.000, crédito de R$ 96;
  • No saldo de R$ 20.000, crédito de R$ 384;
  • No saldo de R$ 100.000, crédito de R$ 1.920.

Regras para o recebimento e saque

Para receber o lucro, o trabalhador precisaria estar recursos na conta do FGTS até 31 de dezembro do ano passado. Os valores depositados serão proporcionais ao saldo no último dia do ano passado.

Você viu?

Se o titular da conta retirou o saldo do fundo já em 2021, ele terá direito a receber parte da distribuição do lucro, que será depositado na conta vinculada dele, e calculado a partir do valor que havia na conta no último dia do ano passado, com o percentual ainda a ser definido pelo Conselho Curador.

O beneficiário não poderá sacar esse recurso imediatamente. As condições para autorização de saque estão descritas em lei, entre elas estão a demissão sem justa causa, aposentadoria, permanecer três anos sem emprego com carteira assinada, compra de casa própria, doença grave, entre outros.

Os trabalhadores que fizeram o saque emergencial da conta do FGTS no ano passado poderão receber a distribuição de lucros desde que ainda tivesse algum saldo na conta. Para aqueles que retiraram todo o dinheiro e cuja conta ficou zerada em 31 de dezembro, não haverá novo depósito.

Clique aqui  e veja como consultar o saldo do FGTS.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários