Marca misturou pirarucu, fauna brasileira e cultura japonesa na estampa
Lance!
Marca misturou pirarucu, fauna brasileira e cultura japonesa na estampa

A marca carioca Wöllner, responsável por produzir as roupas da delegação brasileira na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio, registou faturamento de R$ 40 mil naquela manhã. 

“Logo que abrimos a pré-venda das camisas, elas esgotaram”, afirmou Giuliny Shauer, CEO da empresa, à revista Pequenas Empresas Grandes Negócios. 

Além disso, a marca ganhou 5 mil seguidores nas redes sociais na primeira sexta-feira dos Jogos. Segundo a empresa, esse resultado só foi possível grasças à digitalização dos serviços. Em 2018, o e-commerce faturava R$ 12 mil mensalmente, e hoje já chega a R$ 1 milhão.

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) começou a negociar com a marca no final de 2019, quando a Wöllner foi convidada a apresentar uma proposta de roupa para a cerimônia de abertura dos jogos. 

A ideia da vestimenta era misturar a cultura japonesa com a brasileira. O CEO da empresa afirma que é um aficionado pela cultura do país sede. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários