Com salário inicial de R$ 3.022 e benefícios, há oportunidades para agentes comercial e de tecnologia
Ana Marques
Com salário inicial de R$ 3.022 e benefícios, há oportunidades para agentes comercial e de tecnologia

As inscrições para o primeiro concurso do Banco do Brasil em três anos se encerram nesta quarta-feira. O processo seletivo, destinado a pessoas com o Ensino Médio completo, vai selecionar 4 mil agentes comerciais e 480 agentes de tecnologia, entre efetivos e reservas. As provas, feitas em parceria com a Fundação Cesgranrio, serão realizadas em 26 de setembro, de acordo com os protocolos de segurança e higienização diante da Covid-19.

Pela primeira vez, o edital separa o processo seletivo para Escriturário, que desempenha uma função de escritório, em dois cargos distintos: agente comercial, responsável por atividades padrão de bancários; e o agente de tecnologia, que vai atuar direto com tecnologia da informação.

As vagas disponíveis para a área comercial estão distribuídas em agências bancárias pelo Brasil, enquanto na área de tecnologia todas as vagas são para Brasília, onde fica a sede do Banco do Brasil.

O processo será dividido a partir de macro e microrregiões, então a concorrência pelas vagas será regional, não nacional. O Banco do Brasil vai disponibilizar dependências para as provas em todos os estados e no Distrito Federal, basta o candidato selecionar, no ato da inscrição, UF/Macrorregião/Microrregião, e colocar a cidade em que mora.

Para participar da prova, os candidatos devem ter certificado de conclusão ou diploma de nível médio em instituição certificada pelo Ministério da Educação, Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação e idade mínima de 18 anos até a data da contratação.

A inscrição, no valor de R$ 38, começou em 24 de julho e se encerra nesta quarta-feira, 28 de julho. A convocação dos aprovados deve ocorrer em até um ano após a publicação do edital, podendo ser prorrogada por mais um ano. Veja  aqui como se inscrever.

Para pessoas com deficiência, o prazo de inscrição foi prorrogado até 23h59 de 7 de agosto.

Todos os candidatos devem responder 25 questões em múltipla escolha de conhecimentos básicos, Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Atualidades do Mercado Financeiro, 45 de conhecimentos específicos e escrever uma redação no modelo dissertativo-argumentativo

As questões objetivas têm pesos diferentes, de acordo com a importância da área de conhecimento para a execução do trabalho.

As questões específicas variam de acordo com a vaga pleiteada pelo candidato. No caso da área comercial, serão respondidas questões de matemática financeira, conhecimentos bancários, conhecimentos de informática e negociação e vendas.

Você viu?

Já aqueles que procuram emprego na área de tecnologia devem responder questões de probabilidade e estatística, conhecimentos bancários e tecnologia da informação.

Para passar no processo, o candidato deve ter acertado pelo menos 50% nas provas de conhecimentos básicos e específicos e tirar ao menos 70 de 100 na redação. Será eliminado do concurso se tirar zero em algum dos grupos das provas objetivas e, no caso da redação, se faltar com preceitos básicos de um texto dissertativo-argumentativo, coesão, coerência, norma padrão e não fugir do tema.

O salário inicial nas duas modalidades é de R$ 3.022 para uma jornada de 30 horas semanais, com direito a vale-refeição ou alimentação de R$ 831,16 e uma cesta alimentação providenciada pelo banco, mensalmente.

Há possibilidade de ascensão dentro da empresa, participação nos lucros e resultados, de acordo com a lei pertinente e acordo sindical, vale-transporte, auxílio-creche, auxílio a filho com deficiência e previdência complementar.

Funcionários do Banco do Brasil têm acesso à ação Universidade Corporativa da instituição, responsável por promover ações de capacitação gratuitamente. Ainda há a oferta de bolsas de idiomas, incentivos para graduação e pós-graduação lato e stricto sensu, oportunidades de mentoria, compartilhamento de experiências e hackathons.

Recomendações de especialista

O especialista em Gestão Pública e Empresarial Antônio Batist dá recomendações valiosas aos concurseiros que não querem perder a oportunidade. Confira os principais pontos para ficar atento:

  • Se passar entre as melhores colocações, o candidato pode escolher em qual agência gostaria de trabalhar;
  • Os interessados em vagas de tecnologia não devem estudar com provas antigas, porque a área passa por constantes atualizações. Ele recomenda que, nesse caso, ele procure ver apenas a edição de 2018, a mais recente e que teve foco na área;
  • Já no caso dos interessados na vaga de comercial, buscar o acervo de provas antigas é a estratégia recomendada. Como o Banco do Brasil sustenta a parceria com a Fundação Cesgranrio há anos, o candidato consegue ter noção do padrão das provas;
  • Focar bastante nas provas específicas, que carregam o maior peso da nota total das questões objetivas. Ele atenta principalmente para o conhecimento mais específico da área — no caso de TI, são 35 questões com peso de 1,5 cada, enquanto no caso de Vendas e Negociação, são 15 questões com peso de 1,5 cada;
  • No caso de TI, não basta apenas gostar da área e ter conhecimento superficial. O candidato deve conhecer a fundo a tecnologia da informação, e Batist recomenda que procure leituras com base nos tópicos que serão abordados na prova, apresentados no edital. Dê preferência a conteúdos mais recentes e atualizados;
  • A etapa da redação não é classificatória, mas é eliminatória. Por isso, é importante que o candidato se preocupe com os fatores que podem excluí-lo do concurso, como ferir a norma padrão, fuga do tema e falta de coesão ou coerência no texto.

Caixa abre mil vagas inclusivas

A Caixa Econômica anunciou, no dia 19 de julho, a abertura de 10 mil postos de trabalho, sendo mil destinados a pessoas com deficiência. A contratação, por meio de concurso público, completa a marca de 4 mil pessoas com cargos na empresa federal. Os novos mil funcionários serão selecionados a partir de concurso específico para o grupo, e o edital deve ser publicado em setembro deste ano.

Os outros 3 mil concursados serão convocados a partir de concurso vigente da Caixa, referente a 2013. A contratação depende apenas da autorização da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest), para liberar o aumento do quadro de funcionários da empresa. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários