INSS vai revisar benefícios após TCU apontar R$ 2,7 bi em irregularidades
Reprodução: iG Minas Gerais
INSS vai revisar benefícios após TCU apontar R$ 2,7 bi em irregularidades

O Tribunal de Contas da União (TCU) notificou o Instituto Nacional de Seguro Socia l (INSS) sobre R$ 2,7 bilhões pagos em benefícios com potenciais irregularidades . Agora, o INSS precisa revisar os pagamentos e apresentar um plano para conter erros dessa natureza. 

De acordo com o G1, entre as inconsistências, além do 13º salário, estão benefícios como: 

  • benefícios por invalidez, auxílio-doença e renda mensal vitalícia;
  • benefícios pagos a pessoas com CPF cancelado ou nulo;
  • benefícios pagos a pessoas mortas;
  • aposentadorias por idade que não atendem ao critério de idade;
  • pensão por morte desdobrada com valor desigual para dependentes ou quantidade de dependentes inconsistente;
  • pensão por morte paga a dependentes cuja soma de pagamentos supera o teto previdenciário;
  • benefícios superiores ao teto previdenciário ou aos limites estabelecidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF); e
  • acumulação indevida de benefícios.

A Previdência precisará apresentar um plano de controles internos a serem adotados que indique o fim das irregularidades.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários