Negrita
Reprodução
Negrita

O bombom da Nestlé " Negrita ", vendido no Chile, mudará seu nome para " Chokita " para evitar "atitudes racistas e preconceituosas", diz a marca. O nome estampou o chocolate por 60 anos , e deixará de existir a partir de outubro

Segundo a Nestlé, o novo nome "refere-se ao inconfundível sabor do chocolate, somado ao diminutivo que no Chile reflete o que tratamos com carinho. Esta modificação não afeta de forma alguma a receita do produto, que mantém sua qualidade e sabor característico de sempre."

Para a empresa, chegou a hora de fazer a alteração, pois, há 60 anos, viviam num contexto completamente distinto. Hoje, o chocolate por vezes é utilizado de maneira jocosa com pessoas de pele preta. 

A empresa diz que os consumidores receberam bem a mudança e concordam que era a hora certa. O produto não é vendido no Brasil. 

Caso parecido aconteceu com o bombom " Feitiçaria ", da Lacta, que teve que trocar a estampa após teorias da conspiração.  Inspirado no clássico "feitiço", famoso na década de 90, foi acusado de conter "mensagens malignas" na embalagem. A companhia então trocou o nome para "Lacta Chocolate" e "Lacta Morango".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários