Ministro da Economia, Paulo Guedes
Edu Andrade/ ASCOM - ME
Ministro da Economia, Paulo Guedes

Documentos da CPI da Covid obtidos pela Folha de São Paulo revelam o papel do ministro da Economia, Paulo Guedes , no atraso na compra de vacinas. Segundo o jornal, a preocupação dele com o teto de gastos e com a responsabilidade fiscal teriam atrasado a negociação dos imunizantes da Pfizer

Uma das exigências da farmacêutica era que o governo precisaria assumir os riscos e custos de eventuais efeitos adversos. Esse dispositivo foi retirado da MP publicada em janeiro. Guedes diz ter tomado conhecimento dela só em março, mas dos papéis da CPI mostram que ele participou da discussão da minuta da MP em dezembro.

O contrato com a Pfizer só foi assinado em 19 de março graças à iniciativa do Congresso Nacional. Durante esse intervalo, o governo negociou vacinas com intermediários, e com suspeitas de superfaturamento. 

O relator da CPI da Covid , senador Renan Calheiros, disse ao site Metrópoles que a convocação de Guedes, é "imprescindível ". Atualmente, a comissão está acompanhando o recesso do Congresso, e retornará no início de agosto, quando o ministro deve ser ouvido, bem como o secretário de Política Econômica (SPE), Adolfo Sachsida, que também deve ser ouvido.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários