Saque-aniversário permite a retirada de um parcela do fundo por ano
Reprodução: ACidade ON
Saque-aniversário permite a retirada de um parcela do fundo por ano

Em 2020, o Conselho do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) liberou uma nova modalidade de retirada: o saque-aniversário . Nesse modelo, o trabalhador tem direito a retirar uma parcela do fundo por ano no mês de nascimento . Caso você retire anualmente, não perde o direito ao acesso à multa rescisória de 40% sobre o valor depositado pelo empregador em caso de desligamento sem justa causa.

Em contrapartida, os trabalhadores perdem a possibilidade de sacar o valor integral do FGTS em caso de demissão. Já em caso de demissão com justa causa, se perde o direito à multa rescisória, mas os pagamentos anuais permanecem. Sendo assim, qual é mais vantajoso? 

No ano passado, a rentabilidade do FGTS foi de 4,90% De 2017 a 2020, contando com a distribuição dos lucros, o FGTS rendeu 26%. 

Ou seja, na hora de tirar o dinheiro na modalidade aniversário, é preciso lembrar que o saldo está rendendo. Nesse período, o FGTS ganhou da inflação pelo IPCA, do CDI e da poupança. 

Quanto pode ser retirado?

O trabalhador que fizer a opção poderá sacar um percentual do saldo do FGTS acrescido de uma parcela adicional, anualmente, conforme a  tabela . A retirada depende do montante acumulado, e pode ultrapassar R$ 2.900.

Veja como aderir à modalidade. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários