CPTM
CPTM / DIVULGAÇÃO
CPTM

Na quinta-feira (15) quatro linhas da  Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) foram paralisadas graças à greve dos funcionários . A decisão se deu em meio a um desacordo de reajuste salarial com o Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo. De acordo com o UOL, desde 2019 os salários não eram reavaliados. 

Ontem (18), em audiência de reconciliação, o Sindicado conseguiu reajuste de 3,63% para a data-base de 1º de março de 2020 e 6,36% para 2021. Além disso, a CPTM precisará elaborar dentro de 20 dias um plano de pagamentos dos valores atrasados, retroativos a 1º de março de 2021.

Havia uma nova paralisação programada para amanhã (20), mas está suspensa e será reavaliada em até 12 horas. Na última greve, as linhas: Linha 7, 8, 9 e 10 foram afetadas. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários