INSS vai pagar R$ 3 mil a segurado que teve auxílio-doença cortado indevidamente
Reprodução: ACidade ON
INSS vai pagar R$ 3 mil a segurado que teve auxílio-doença cortado indevidamente

O Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) foi condenado a pagar R$ 3 mil a um segurado que teve o auxílio-doença cessado indevidamente. A 7ª Turma Recursal do Rio de Janeiro ficou a multa por constatar " erro grosseiro na administração". 

Segundo o site ConJur, um vigilante sofreu um AVC em 2014 , e passou a receber o benefício. Ao tentar prorrogá-lo em 2017, o INSS não observou incapacidade laboral e suspendeu o auxílio. 

Após perder em primeira instância, o segurado conseguiu reverter a concessão do benefício recorrendo à segunda instância. O juiz  relator Odilon Romano Neto disse que as informações apuradas não justificam o corte nos pagamentos, mesmo que o médico tenha autonomia para fazer a perícia. 

"Essa conclusão está a toda evidência equivocada. Se o autor estava, como a própria perícia constatou, incapacitado para a atividade habitual de vigilante, o segurado, ora autor, deveria ter sido encaminhado ao procedimento de reabilitação", destacou o juiz.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários