Guedes entrega à Lira projeto de reforma tributária
Reprodução YouTube
Guedes entrega à Lira projeto de reforma tributária

Presidentes de sete partidos assinaram hoje uma carta contrária à reforma tributária . Eles defendem que o texto proposto pelo ministro da Economia , Paulo Guedes, aumenta a carga tributária e pedem mais debates no Congresso Nacional para aperfeiçoar a medida. 

Assinam o documento os presidentes de Cidadania, DEM, MDB, Novo, Podemos, PSDB e PV. Eles se comprometem a ajudar as discussões em torno do tema. 

"Como um dos pontos de convergência, estabeleceram trabalhar com suas bancadas no Congresso Nacional contra o aumento de impostos no país, que está proposto na reforma tributária encaminhada pelo governo Bolsonaro", afirma o documento divulgado na noite de quarta-feira.

"Esses partidos trabalharão unidos com o objetivo de impedir o aumento de tributos para o povo brasileiro, prejudicando pequenas empresas e a geração de empregos, principalmente neste momento ainda delicado de pandemia", completa.

Também ontem, uma carta assinada por 120 entidades empresários foi enviada ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), pedindo que seja criada uma comissão especial para discutir a reforma tributária e que o texto apresentado pelo governo não avance de maneira “açodada”.

"É importante dizer que o conceito está indo no caminho certo para corrigir distorções. Não teremos postura arrecadatória", disse Lira no Twitter. "O Legislativo tem força para debater e fazer as contas. Não votaremos este texto enquanto não estiver maduro e discutido com todas as bancadas." 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários