Carlos Alberto Franco França, ministro das Relações Exteriores do Brasil
Divulgação/Itamaraty
Carlos Alberto Franco França, ministro das Relações Exteriores do Brasil

Em sua primeira viagem internacional como ministro das Relações Exteriores, o chanceler Carlos França embarcará para Portugal, nesta terça-feira (29), atrás de investimentos para o Brasil , principalmente nas áreas de gás e energia. A agenda também inclui conversas sobre o acordo comercial entre Mercosul e União Europeia e uma reunião com representantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Carlos França será recebido na noite de quarta-feira (30) pelo presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Souza. No dia seguinte, terá audiência com o ministro do Meio Ambiente e da Transição Energética daquele país, João Pedro Matos Fernandes, e, na sexta-feira, último dia da visita, participará de um encontro com empresários brasileiros e portugueses.

Segundo fontes da área diplomática, França deve destacar a aprovação de reformas importantes no Congresso , como o marco do saneamento e a independência do Banco Central, e dizer que as projeções de crescimento para a economia brasileira estão sendo revistas para cima em plena pandemia. Porém, a expectativa é que seja perguntado sobre temas como a crise hídrica no Brasil .

Você viu?

Junto com a pandemia e o aquecimento global, França elegeu a recuperação da economia brasileira como grande prioridade do Itamaraty. É uma forma de marcar diferenças entre ele e seu antecessor, Ernesto Araújo.

O acordo comercial entre Mercosul e União Europeia deverá ser abordado com autoridades portuguesas. França agradecerá o apoio de Portugal, que passará a presidência do bloco à Eslovênia. Alguns países europeus, como França e Áustria, exigem compromissos adicionais do Brasil na área ambiental em troca da aprovação do tratado, que foi fechado pelos dois blocos regionais em 2019.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários