INSS ainda alterou os regras para concessão ao BPC
Reprodução: iG Minas Gerais
INSS ainda alterou os regras para concessão ao BPC

O governo federal anunciou que pagará um auxílio de R$ 550 para ex-beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) que conseguirem emprego . A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (23). 

Para ter acesso ao auxílio, o beneficiário deve ter deixado de recorrer ao BPC até cinco anos antes de ter sua carteira assinada e não poderá ter o vencimento maior do que dois salários mínimos . A renda mensal por pessoa da família também deve seguir os padrões do BPC para ter direito ao valor.

O auxílio pode ser solicitado nas agências do INSS, que será a responsável pelos depósitos. O agendamento deve ser feito pelo aplicativo, site da Previdência ou pelo telefone 135. 

Pente-fino 

O governo também alterou as regras para a concessão do Benefício de Prestação Continuada para os próximos meses. O Ministério da Cidadania manteve a obrigatoriedade de renda máxima por pessoa da família em um quarto do salário mínino, mas não irá liberar os valores para famílias que recebam igual ao teto

A pasta também alterou o mínimo de renda para 2022, passando de um quarto para meio salário mínimo (R$ 550), quando a perícia da Previdência entender que o beneficiário depende de outra pessoa para os afazeres diários. 

Em nota, o ministro da Cidadania, João Roma, disse que as mudanças vão facilitar a exclusão de cidadãos inaptos para o benefício. Roma ressaltou, no entanto, que a medida permitirá a entrada de 200 mil beneficiários no BPC. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários