Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), participou na manhã desta terça-feira (25) de evento promovido pelo BTG Pactual, onde reforçou que a reforma administrativa não vai atingir os servidores atuais. Ontem, ele se reuniu com o presidente do Senado , Rodrigo Pacheco, e com o ministro da Economia, Paulo Guedes , para finalizar o fatiamento da reforma

"Não vamos atacar quem está no serviço público nem atacar direito adquirido . Vamos fazer como fizemos na reforma da previdência e traçar parâmetros daqui para frente. A ideia não é medir o desempenho do servidor e sim do serviço prestado em relação ao total de impostos gastos", explicou.

Ele completou dizendo que mantém a expectativa de o texto ser aprovado na Comissão de Constituição e Justiça ainda hoje. 

"Demoramos 24 meses para chegar a um texto, que eu espero que seja aprovado na Comissão de Constituição e Justiça hoje [nesta terça-feira], para seguir para uma comissão especial e depois para o Senado, no segundo semestre. Não podemos nos açodar", afirmou Lira.

Sobre a possibilidade de incluir servidores de estados e municípios, o presidente da Câmara espera fazer como na reforma da Previdência, e deixá-los de fora primeiro, para depois serem incluídos. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários