O crescimento do comércio paulista começou em junho e teve seu ápice em dezembro, com o afrouxamento das medidas de isolamento social
Amanda Perobelli/Reuters
O crescimento do comércio paulista começou em junho e teve seu ápice em dezembro, com o afrouxamento das medidas de isolamento social


A nova fase de flexibilização da quarentena no estado de São Paulo começa a valer nesta segunda-feira (24). Agora, o governo permite o aumento da capacidade máxima de estabelecimentos comerciais e de serviços de 30% para 40%.

Até então, a ocupação máxima permitida no Plano São Paulo era de até 25%, e foi para 30% no começo de maio. Em 1º de junho, o limite de ocupação será ampliado para 60%.


Também está previsto para junho o aumento dos horários de funcionamento, até às 22h. Esta fase valerá para todos os setores do comércio , atividades religiosas, serviços em geral, restaurantes , salões de beleza , atividades culturais, eventos sociais culturais e academias

A medida acontece após a estabilização do número de internações e novos casos confirmados de Covid-19 . Porta-vozes do governo reconhecem que deve haver novo aumento no número de mortes nos próximos dias.

Desde 18 de abril, o estado de São Paulo está na fase de transição entre as medidas de restrição, que regula as reaberturas graduais da economia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários