Rogério Marinho
Reprodução/TV NBR
Rogério Marinho

O ministro do Desenvolvimento Regional (MDR), Rogério Marinho , responsável por assinar as notas do esquema do " Bolsolão ", revelado pelo Estado de São Paulo, aumentou em 223% a verba para o seu Estado na comparação entre 2019 e 2020. Ao todo, foram R$ 1,2 bilhão para o Rio Grande do Norte, base do ministro. 

O dinheiro será aplicado em obras de porte, como a construção de adutoras e parques eólicos, na compra de tratores agrícolas , construção de galpões, cisternas e asfaltamento de ruas e estradas.

A fonte dos recursos é diversa, como fundos constitucionais e orçamento da União, inclusive emendas parlamentares. 

O montante, se comparado com o de estados vizinhos, fica ainda mais discrepante. O Ceará recebeu metade, R$ 650 milhões, e Paraíba  um terço, R$ 315 milhões. Considerando todos os Estados e o Distrito Federal, Sergipe, também no Nordeste, foi o que levou a menor parcela: R$ 28 milhões.

Questionado pelo Estadão sobre o volume de recursos destinado a sua base eleitoral, o ministro disse que "não houve favorecimento do Rio Grande do Norte em detrimento dos demais Estados".



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários