Pesquisa aponta que um a cada quatro brasileiros não teve comida para alimentar a família nos últimos meses
Camilla Veras Mota - Da BBC News Brasil em São Paulo
Pesquisa aponta que um a cada quatro brasileiros não teve comida para alimentar a família nos últimos meses

Um a cada quatro brasileiros afirmou que a quantidade de comida na mesa para alimentar a família foi menor do que o suficiente durante os últimos meses da pandemia da Covid-19. A conclusão é de uma pesquisa feita pelo Datafolha , que realizou 2.071 entrevistas presenciais, nos dias 11 e 12 de maio, em 146 municípios do país.

Segundo o levantamento, 88% dos entrevistados disseram perceber que a fome no país aumentou. De acordo com a pesquisa, essa situação é mais sentida por mulheres, negros e pessoas com menos escolarização. O Datafolha constatou que faltou comida para 40% dos que têm apenas o ensino fundamental completo. A fome também foi mais sentida entre os moradores da região Nordeste do país.

Nas residências onde apenas uma pessoa estava trabalhando, a falta de comida foi mais sentida, apontou a pesquisa.. O Datafolha aponta que onde só um adulto trabalha, 29% tiveram menos comida que o suficiente. Onde nenhum trabalha, o número salta para 35% dos respodentes.

A pesquisa Datafolha revela que quem recebeu auxílio emergencial do governo este ano foi quem mais sentiu o peso da fome: 41% desse grupo disse que faltou comida comida na mesa. O auxílio emergencial caiu de R$ 600, no ano passado, para cerca de R$ 300 este ano.

O levantamento mostrou que famílias com crianças sentiram mais a fome: em 35% das casas com crianças de até 6 anos, houve menos comida na mesa do que o suficiente, segundo os pesquisados. Com crianças pequenas, as mães têm mais dificuldades de ter uma atividade fora de casa.

A margem de erro da pesquisa do Datafolha é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários