Dataprev divulgou o balanço de pagamentos do auxílio emergencial
Divulgação
Dataprev divulgou o balanço de pagamentos do auxílio emergencial

O Dataprev divulgou um balanço que aponta o número de contestações recebidas sobre a negação do auxílio emergencial . No total, foram mais de 1 milhão de pedidos de revisão entre os dias 2 de abril e 11 de maio. 

O pagamento, em contrapartida, chegou a 39 milhões de pessoas, sendo 10 milhões do público do Bolsa Família , 5,27 milhões de inscritos no Cadastro Único e 23,89 milhões aqueles que se cadastraram por aplicativos e plataformas digitais.

“Esses 39 milhões de CPFs vão representar um custo mensal de R$ 9 bilhões, que, em quatro meses, são R$ 36 bilhões em termos de recursos financeiros. Exatamente por isso que a gente está preparando essa MP: agora temos os números e podemos ampliar. Daí a necessidade que o Ministério da Cidadania entende de reavaliar as pessoas consideradas inelegíveis ao longo do processo em 2020”, explicou o secretário executivo adjunto do Ministério da Cidadania, Martim Ramos Cavalcanti.

Ano passado esse número foi de 56,7 milhões de beneficiários, mas sofreu um corte de 17,6 milhões de brasileiros nesta nova fase de pagamentos. 

Atualmente, a Caixa está liberando os pagamentos da 2ª parcela do benefício. Ao todo, estão previstas quatro parcelas, porém, um  Projeto de Lei tramitando no Congresso prevê a extensão do programa até dezembro, com o valor de R$ 500.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários