Casa da Moeda
Divulgação
Casa da Moeda

A juíza Maria Alice de Andrade Novaes, da 50ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro decidiu que a Casa da Moeda terá de pagar R$ 50 mil ao sindicato dos trabalhadores moedeiros. O valor é decorrente de indenização por assédio moral e abusos cometidos pelas pessoas ocupando a diretoria da empresa no período entre agosto de 2019 e outubro de 2020

Para ela, a maneira com que a empresa era administrada causou dano significativo ao e mocional dos funcionários, justificando a decisão por "dano moral coletivo".

 “Ficou comprovado que a diretoria que assumiu em 2019 chegou de forma avassaladora abalando as estruturas, prometendo diversas reformas, com sucessivos comunicados de ameaça de perda de direitos, criação de comissões para refutar atestados médicos, impondo verdadeira gestão de perseguição e terror, gestão de choque”, afirma a juíza na decisão.

Procurada pela Folha de São Paulo, a Casa da Moeda afirmou que está analisando a decisão, da qual cabe recurso. Em 2019, a empresa tinha 1.983 funcionários efetivos.

Em agosto de 2019, uma diretora nova assumiu e cortou benefícios assistenciais, além de ameaçar fechar a creche interna. Também começou a analisar as faltas dos empregados, como forma de constrangê-los e evitar até mesmo a falta justificada.

O sindicato viu a maneira de liderar empresa como uma ameaça para que os funcionários pedissem demissão voluntária.

Você viu?






    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários