Dólar abre em queda pelo oitavo dia
Luciano Rocha
Dólar abre em queda pelo oitavo dia

O dólar operava em queda logo após a abertura desta sexta-feira, recuando pela oitava sessão consecutiva e caminhando para fechar a semana, marcada pela novela do Orçamento, que foi sancionado pelo presidente na quinta-feira, discurso de Bolsonaro na Cúpula do Clima e exterior positivo, com perdas expressivas.

Às 9h11, o dólar comercial recuava 0,43% , a R$ 5,4332 na venda. Na véspera, a moeda americana fechou com queda de 1,81%, a R$ 5,4556, no menor patamar desde 24 de fevereiro, quando fechou o dia em R$ 5,4207.

O Banco Central fará nesta sexta-feira leilão de swap tradicional para rolagem de até 15 mil contratos com vencimento em novembro de 2021 e abril de 2022.

Por aqui, a Bolsa de valores ainda não abriu. Na quinta-feira, a Bolsa apresentou volatilidade ao longo do dia, com uma leve alta pela manhã, durante o discurso do presidente Jair Bolsonaro na Cúpula do Clima, mas não relevante o suficiente para garantir um fechamento positivo. O Ibovespa encerrou o pregão em queda de 0,58%, a 119.371 pontos.

Na Europa, os mercados acionários operam em baixa. Por volta das 9h10, o FTSE-100 da Bolsa de LOndres recuava 0,57%, enquanto, em Paris, o CAC-40 registrava queda de 0,34%. Na Bolsa de Frankfurt, o índice Dax tinha perda de 0,50%.

Você viu?

Na China, as ações subiram nesta sexta-feira, com a renovação da promessa sustentável do presidente Xi Jinping reforçando os ativos de energia limpa, enquanto um surto de casos de coronavírus em alguns países asiáticos ajudou a sustentar as ações de saúde.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,9%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,3%. Na semana, o índice CSI300 ganhou 3,4%, seu maior salto semanal em dois meses, enquanto o de Xangai acumulou alta de 1,4%.

Em Tóquio, o índice Nikkei recuou 0,57%, e, em Hong Kong, o índice HANG SENG subiu 1,12%. Em Seul, o índice KOSPI teve valorização de 0,27%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários