null
Redação 1Bilhão Educação Financeira
undefined


O Conselho de Administração da Petrobras  nomeou o general Joaquim Silva e Luna como novo presidente da estatal . No encontro, que ocorre desde a manhã desta sexta-feira (16), também foi aprovada a nova diretoria executiva da compahia . O conselheiro eleito Marcelo Gasparino, indicado pelos acionistas minoritários , renunciou após o fim da reunião.

Silva e Luna  escolheu quatro novos diretores entre os funcionários tidos como os mais qualificados na empresa. Esses novos executivos estão na estatal entre 13 anos e 38 anos. De acordo com fontes que acompanharam o processo de perto, a decisão foi pautada também em uma análise detalhada do histórico do desempenho profissional de cada um deles.

A intenção do general foi valorizar as "pratas da casa sem indicações políticas" de forma a fazer uma transição tranquila. Os diretores dessas áreas  colocaram os cargos à disposição em meio ao processo de demissão de Roberto Castello Branco , que foi destituído do cargo de presidente da estatal na última segunda-feira em assembleia de acionistas.


Veja quem são os novos diretores:


Fernando Borges , há 38 anos na companhia, assume a diretoria executiva de Exploração e Produção (no lugar de Carlos Alberto Pereira de Oliveira);

João Henrique Rittershaussen , 34 anos de casa, é novo diretor de Desenvolvimento de Produção e Tecnologia (em substituição a Rudimar Lorenzatto);

Claudio Mastella , 34 anos na estatal, vai liderar a diretoria de Comercialização e Logística (no lugar de André Chiarini);

Rodrigo Araújo , 13 anos na petroleira, vai comandar a diretoria de Finanças e Relações com Investidores (que era locupada por Andrea Almeida).

Você viu?

Leia também

Os outros diretores atuais continuam nos cargos: Nicolás Simone (Transformação Digital e Inovação); Rodrigo Costa Lima e Silva (Refino e gás natural); e Roberto Ardenghy (Relacionamento Institucional e Sustentabilidade). Em março, o Conselho aprovou ainda Salvador Dahan para o cargo de diretor de Governança e Conformidade. A diretoria executiva da estatal é composto por oito membros, além do presidente Silva e Luna.

A intenção do general é adotar na estatal um modelo de gestão profissional assim como foi feito em Itaipu, onde esteve nos últimos dois anos. Eleitos, presidente e os novos diretores deverão fazer uma cerimônia de posse interna entre esta sexta-feira e segunda-feira.

Renúncia 

Eleito conselheiro independente da Petrobras por acionistas minoritários na última segunda-feira, Marcelo Gasparino renunciou ao cargo durante a realização da reunião do Conselho de Administração da estatal, destacou uma fonte.

Apesar da abdicação, os outros conselheiros eleitos na assembleia de forma conjunta não vão cair de forma automática. Isso, explicaram as fontes, só ocorreria se os fundos que o indicaram o destituíssem do posto e levassem o tema para ser votado em assembleia de acionistas. Foi exatamente isso que ocorreu com Roberto Castello Branco.

Eduardo Cirne Lima, advogado do escritório Schmidt, Valois, Miranda, Ferreira & Agel, especializado na área societária, cita a Lei 6.404/76 (Lei das S/A). Para ele, o artigo terceiro veta a possibilidade de se convocar uma nova assembleia apenas em caso de renúncia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários