Luiza Trajano tomou a segunda dose em uma rede de farmácias em São Paulo (SP)
Reprodução/Instagram
Luiza Trajano tomou a segunda dose em uma rede de farmácias em São Paulo (SP)

A presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, Luiza Trajano , tomou a segunda dose da vacina contra a Covid-19 na manhã desta sexta-feira (09) e defendeu a agilização da imunização no país. Luiza é uma das lideranças do movimento Unidos pela Vacina, que pretende arrecadar insumos para agilizar o transporte, armazenamento e aplicação das doses em tempo hábil.

Em uma publicação no Instagram, Trajano afirmou que a vacina foi aplicada em uma unidade farmacêutica, que se colocou à disposição para colaborar com a imunização por meio das doses enviadas pelo SUS . Essa, inclusive, é uma das defesas da presidente do Magazine Luiza para acelerar a imunização no país.

Unidos pela Vacina

O projeto liderado por Luiza Trajano pretende negociar os transportes e armazenamentos com empresas para agilizar a distribuição das doses em todas as cidades do país. Segundo a entidade, cerca de 90% dos municípios brasileiros aderiram ao projeto e ao menos 400 empresários se prontificaram a colaborar com as doações.

Em um evento virtual promovido pelo Lide, Luiza afirmou que não haverá compra de vacinas por parte desses empresários e ressalta o objetivo de realizar parceria com o Plano Nacional de Imunização. A organização pretende atingir 70% imunizados no país até setembro.

"Queremos tornar viável vacinar 70% dos brasileiros até setembro de 2021. Vamos apoiar e acelerar o Programa Nacional de Imunização. O SUS é o maior sistema de saúde, tem o melhor sistema de vacinação", disse.

"O movimento não tem nenhum interesse comercial. Não vamos comprar vacina, não vamos cobrar para vacinar. Temos que focar na solução. Não adianta procurar culpado. Quem fez quem não fez”, concluiu, evitando apontar culpados pelo atraso da vacinação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários