Após corte no Orçamento, IBGE alega inviabilidade do Censo 2021
Acervo IBGE
Após corte no Orçamento, IBGE alega inviabilidade do Censo 2021

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ( IBGE ) anunciou nesta terça feira (6) a suspensão do concurso que prometia mais de 200 mil vagas temporárias de emprego para realização do Censo 2021 . O instituto alega ser inviável a realização da pesquisa, após o corte de verbas promovido pelo Orçamento aprovado pela Câmara dos Deputados

Ficam suspensas as contratações para as 181.898 vagas de recenseador e 22.409 vagas para agente censitário municipal e supervisor. 

O texto do Orçamento reduziu em R$ 71 milhões a verba do IBGE para este ano, porém ainda precisa ser sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro. Enquanto isso, o instituto ainda pensa em remarcar a data do exame. 

"O IBGE informa, ainda, que avaliará com o Cebraspe [organizador do concurso] um novo planejamento para aplicação das provas, a depender de um posicionamento do Ministério da Economia acerca do orçamento do Censo Demográfico", diz a nota do IBGE. 

No ano passado a pesquisa já havia sido cancelada, mas em função da pandemia. 

Desde maio do ano passado os inscritos podem solicitar a devolução da taxa de inscrição para o exame pela Central de Atendimento do IBGE, no telefone 0800 721 8181.  

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários