Eduardo Santiago participou do programa Master Chef em 2018
Arquivo pessoal
Eduardo Santiago participou do programa Master Chef em 2018

O empresário e chef de cozinha, Eduardo José Gonçalves Santiago, recebeu R$ 3.900 de auxílio emergencial em 2020, mesmo após abrir um restaurante em Goiânia (GO) e pretende manter o benefício neste ano. De acordo com o Portal da Transparência do governo federal, os pagamentos ao ex-participante do MasterChef foram realizados entre os meses de maio e dezembro, dividido em oito parcelas.

Pelas regras do benefício, só podem receber o auxílio emergencial microempreendedores individuais, autônomos, beneficiários de programas federais e desempregados.

Ainda segundo o Portal da Transparência, Eduardo Santiago recebeu o auxílio entre maio e dezembro de 2020. Apenas em junho ele optou por não ter o dinheiro depositado.

Também no ano passado, o chef de cozinha abriu um restaurante no centro de Goiânia, um dos metros quadrados mais caros da cidade. Foi em setembro, mesmo mês em que mais recebeu uma parcela de R$ 600 da Caixa Econômica Federal . Dados informados pela Receita Federal , apontam que o estabelecimento foi cadastrado como microempresa, com sócio familiar e capital de giro de R$ 100 mil.

Sem renda

Em contato com a reportagem, Santiago afirmou que recebeu as parcelas, mas rebateu não ter sido indevidamente. Ele justificou o pedido por ter ficado sem renda em 2020 devido à pandemia de Covid-19 . Questionado sobre a abertura do restaurante, o empresário afirmou que ainda não obteve faturamento e, por isso, precisou dos últimos pagamentos do benefício.

“Eu não tive retorno ainda, o restaurante tem pouco mais de quatro meses apenas. Fiquei fechado 30 dias e não tive faturamento”, disse, por meio de ligação.

Novos pagamentos

Em contato telefônico, Eduardo Santiago afirmou que, se autorizado, receberá as parcelas da nova rodada de pagamentos do auxílio emergencial programado para abril já que não teria obtido lucro com o estabelecimento de culinária sofisticada.

"Fiquei 30 dias fechado por causa da pandemia, eu não tive lucro ainda. Se for autorizado, vou receber esse novo pagamento", disse.

Os pagamentos 

O Portal da Transparência aponta que o primeiro pagamento do benefício a Eduardo Santiago foi em maio de 2020, quando o empresário recebeu R$ 600. Em junho, Santiago não solicitou o pagamento, mas voltou a receber as parcelas de R$ 600 entre os meses de julho e outubro. 

Você viu?

De acordo com o Ministério da Cidadania, Eduardo Santiago recebeu oito parcelas do auxílio emergencial entre maio e dezembro de 2020
Reprodução/Portal da Transparência
De acordo com o Ministério da Cidadania, Eduardo Santiago recebeu oito parcelas do auxílio emergencial entre maio e dezembro de 2020

No mês seguinte, o empresário recebeu uma parcela menor, de R$ 300, imposta pela redução do benefício feita pelo governo federal. No entanto, Santigo voltou a receber R$ 600 de auxílio em dezembro, divididas em duas parcelas de R$ 300. 

CEF e Cidadania

A reportagem entrou em contato com a Caixa Econômica Federal, responsável pelos depósitos, que, por telefone, informou que a responsabilidade de definir os beneficiários é do Ministério da Cidadania. A assessoria ainda informou só realizar os pagamentos às contas solicitadas pela pasta.

Sobre o assunto, o Ministério da Cidadania disse que não pode informar se Santiago solicitou novos pagamentos. Por telefone, a assessoria ressaltou a data de liberação dos beneficiários, prevista para quinta-feira (1).

Mantenedor do benefício, o Ministério da Cidadania solicitou mais dados do beneficiário e ainda não respondeu aos questionamentos.

Experiência em Master Chef e viagens internacionais

Nas redes sociais, Santiago divulga momentos em que participou das preliminares da quinta temporada - 2018 - do reality show MasterChef, da Rede Bandeirantes , e viagens com a família. Em uma das fotos, publicada em janeiro deste ano, está com a esposa e filho em uma praia na cidade de Maraú, no litoral sul da Bahia.

Empresário goiano foi eliminado nas preliminares do programa em 2018
Carlos Reinis / Band / Divulgação
Empresário goiano foi eliminado nas preliminares do programa em 2018

Pelas redes sociais, é possível encontrar fotos e vídeos de Santiago ao Chile, Montevideo, Boston e Nova York, em 2019.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários