Motoristas que protestaram contra Bolsonaro foram multados em até 6 mil
Lara Ely
Motoristas que protestaram contra Bolsonaro foram multados em até 6 mil

No dia 23 de janeiro, manifestantes protestaram em Porto Alegre (RS) contra a gestão do presidente Jair Bolsonaro . Após a carreata , diversos motoristas foram multados por infrações como 'buzinaço', falta de cinto, utilizar o pisca alerta e obstrução de trânsito. Segundo apuração da Agência Pública, as multas variam de  R$ 88,38 a até R$ 5.869,40 .

Segundo a Pública, 46 motoristas foram autuados em Porto Alegre, 20 em Florianópolis, além de casos em São Paulo e Brasília. As multas chegaram pelo correio pouco depois do ato, e alguns dos autuados prometem recorrer da decisão. 

Em Florianópolis, os motoristas foram enquadrados no artigo 253-A do Código Brasileiro de Trânsito:

  • -Usar qualquer veículo para, deliberadamente, interromper, restringir ou perturbar a circulação na via sem autorização do órgão ou entidade de trânsito com circunscrição sobre ela.
  • Infração - gravíssima; 
  • Penalidade - multa (vinte vezes) e suspensão do direito de dirigir por 12 (doze) meses;
  • Medida administrativa - remoção do veículo.

"Foi totalmente descabida a autuação, fiquei incomodada. Se ainda tivesse feito algo errado, tudo bem, mas eu estava de cinto o tempo todo. Participar do protesto é um direito civil. Como a população vai ficar à vontade para protestar se a retaliação vem assim, como uma forma de silenciamento?”, disse uma das motoristas multadas, ela afirma que vai recorrer judicialmente. 



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários