O Diretório Central dos Estudantes da Universidade de Brasília registrou a denúncia de insetos, cabelo e plástico nas marmitas fornecidas pela universidade
Reprodução / Twitter @dceunb
O Diretório Central dos Estudantes da Universidade de Brasília registrou a denúncia de insetos, cabelo e plástico nas marmitas fornecidas pela universidade


Alunos da Universidade de Brasília (UnB) denunciaram que as marmitas fornecidas pela faculdade vêm com cabelos, plástico, larvas e até insetos. A reclamação veio dos moradores do Centro do Estudante Universitário (Ceu), que abriga os alunos de baixa renda. 

Johanny Cássia, que é estudante de direito na UnB e moradora do Ceu, diz que muitos estudantes estão com problemas de saúde devido a baixa qualidade da comida. Em entrevista ao jornal Metrópoles, ela diz que “os alimentos estão vindo com moscas, larvas, cabelo, mosquitos. As pessoas estão passando mal, muita gente foi parar no hospital. Eu passei mal diversas vezes, não fui ao hospital por medo da Covid-19, a situação está insustentável”.

Leia também

Você viu?

O corpo discente já abriu dois processos internos e a UnB alega que vai trocar a prestadora do serviço no próximo semestre. A previsão é que o 2º semestre de 2020, o atual semestre letivo, vá até maio.

A Câmara de Assuntos Comunitários da universidade decidiu oferecer um auxílio-alimentação emergencial aos alunos mais pobres em abril de 2020, quando o restaurante da universidade foi fechado devido ao distanciamento social imposto pela crise da Covid-19. 

O auxílio durou até dezembro. A partir de 2021, a UnB passou a fornecer marmitas no espaço comunitário dao Ceu. A terceirizada que fornece a alimentação para os moradores é a Sanoli, a mesma empresa responsável pela comida do restaurante fechado. 

Veja


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários