Bolsonaro disse que medidas restritivas servem para atingir seu governo; São Paulo foi um dos estados que adotou restrições
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Bolsonaro disse que medidas restritivas servem para atingir seu governo; São Paulo foi um dos estados que adotou restrições

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) acusou governadores de conspirarem contra o governo federal ao adotarem medidas restritivas contra à Covid-19 . Bolsonaro afirmou que há uma movimentação para afronta-lo e vê que alguns estados não estão pensando na economia.

A crítica do presidente acontece após estados aumentarem as recomendações e restrições para o funcionamento do comércio, depois dos registros de alta em ocupação de leitos de UTI destinados para pacientes com coronavírus. No pior momento da pandemia, há regiões com 100% de leitos ocupados e outros próximos do colapso.

Além de acusar os governadores, Bolsonaro desdenhou do aumento de número de mortes em decorrência da Covid-19. Nesta quarta-feira (10), o país registrou recorde no número de mortes desde o início da crise. De acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), 2.286 pessoas perderam a vida entre terça e quarta-feira .

“Está muito claro que é uma movimentação contra o meu governo. Lamento as mortes, existe ninguém vai negar isso daí. Eu sempre disse que existia o vírus e o desemprego. Esse movimento de governadores de fechar tudo é para atingir nosso governo”, disse.

Você viu?

Estados como Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e São Paulo já atingiram níveis preocupantes de ocupação em leitos de UTI. O governador paulista, João Dória, desafeto de Bolsonaro, optou por regredir o estado inteiro para a fase vermelha, a mais restritiva do Plano SP .

Membros do Palácio dos Bandeirantes estudam criar uma fase para conter o contágio da doença. A fase roxa poderá funcionar como um lockdown, mas com a liberação de serviços essenciais em horários determinados. O anúncio deve ser feito nesta sexta-feira (12).

Os governadores ainda isolaram Bolsonaro e decidiram abrir caminho para um comitê entre os estados para o combate à pandemia. O grupo é liderado pelo governado Wellington Dias (PT), do Piauí.

Até o fechamento desta reportagem, nenhum governador se pronunciou sobre as acusações do presidente Jair Bolsonaro. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários