Lojas Americanas
Eduardo P/Creative Commons
Lojas Americanas


Nesta sexta-feira (5), executivos da Lojas Americanas disseram que a rede vai manter sua estratégia de abertura de lojas físicas, mesmo com a forte migração de compras para o comércio eletrônico. 

"A abertura de lojas faz parte da nossa estratégia", disse o diretor-presidente da Lojas Americanas, Miguel Gutierrez. Em teleconferência com analistas sobre os resultados do quarto trimestre, frisou que, dentro do plano de longo prazo, a expectativa é de abrir cerca de 150 novas unidades em 2021.

Leia também:

Você viu?

O dono é o mesmo da B2W, com a qual está avaliando uma fusão. No quarto trimestre, o faturamento da Americanas subiu 15%, movimento liderado pela B2W, que mostrou crescimento de 38,2% no faturamento (GMV) sobre um ano antes.

Empresas com operações físicas e de comércio eletrônico, como a Americanas e as rivais Via Varejo e Magazine Luiza, têm usado suas lojas para que os clientes retirem produtos comprados pela internet.

"Nosso plano de aquisições é para o longo prazo", disse Gutierrez.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários