CVM investiga lucro de R$ 18 milhões em compra de 4 milhões de opções de venda da Petrobras
Guia do Investidor
CVM investiga lucro de R$ 18 milhões em compra de 4 milhões de opções de venda da Petrobras

A suspeita de informações privilegiadas em vendas das ações da Petrobras não deve ser a única investigação na mira da Comissão de Valores Mobiliários . A CVM deve investigar movimentações atípicas nas ações PETRN271, antes da live do presidente Jair Bolsonaro anunciando que haveria mudanças na estatal, no dia 18 de fevereiro.

De acordo com o jornal O Globo , as negociações dos papéis triplicaram entre 17h15 e 17h45, momentos antes do fechamento do mercado financeiro e após o término da reunião entre Bolsonaro e ministros.

Segundo a colunista Malu Gaspar, a ação registrou 41 transações com lotes de mais de 2.000 opções, com 902.500 papéis negociadas. Após o fim do encontro no Palácio do Planalto , a PETRN271 registrou venda de 2,5 milhões de opções.

Dados da Bolsa de Valores apontam o preço de venda na data de vencimento em R$ 27,50. Para conseguir obter lucro, os investidores torceram pela queda no valor de mercado da Petrobras, que se concretizou na última segunda-feira (22) com a demissão de Roberto Castello Branco do comando da estatal .

O levantamento publicado pelo jornal já está no radar da CVM, que investiga informações privilegiadas à investidores sobre as mudanças na Petrobras e possibilidade de queda no valor de mercado . O órgão acredita que a compra de 4 milhões de opções de venda da empresa, feita 20 minutos antes da decisão da saída de Castello Branco, possa ter gerado até R$ 18 milhões de lucro ao comprador.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários