Afastamento de funcionários será até maio deste ano; GM afirma que 600 trabalhadores serão afetados
Reprodução: iG Minas Gerais
Afastamento de funcionários será até maio deste ano; GM afirma que 600 trabalhadores serão afetados

A General Motors afirmou nesta segunda-feira (01) que irá sugerir a suspensão do contrato de trabalho de 600 funcionários da fábrica de São José dos Campos (SP) . Segundo a montadora, não há peças para a fabricação dos veículos e, por isso, tenta negociar com o sindicato o afastamento dos trabalhadores.

De acordo com as partes, a previsão é que o layoff seja implantado entre os dias 8 de março e 2 maio. A empresa já possui 368 funcionários afastados devido à pandemia .

A General Motors e os representantes da categoria vão realizar uma reunião na quarta-feira (03) para definirem os trâmites dos afastamentos. Os trabalhadores devem receber as notificações a partir desta terça-feira (02).

Em nota, a montadora norte-americana informou que as indústrias da América do Sul estão sendo impactadas com a pandemia, afetando a cadeia de produção da empresa.

"A cadeia de suprimentos da indústria automotiva na América do Sul tem sido impactada pelas paradas de produção durante a pandemia e pela recuperação do mercado mais rápida que o esperado. Isso tem o potencial de afetar de forma temporária e parcial nosso cronograma de produção. Estamos neste momento trabalhando com fornecedores e sindicato para mitigar os impactos gerados por esta situação", afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários