Joe Biden, o novo presidente dos Estados Unidos
Gage Skidmore/Creative Commons
Joe Biden, o novo presidente dos Estados Unidos

A Câmara de Representantes dos Estados Unidos aprovou neste sábado (27) o plano de US$ 1,95 trilhão apresentado pelo presidente Joe Biden para combater a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) e seus efeitos na economia.

Os democratas, que controlam a Câmara, aprovaram a medida com 219 votos favoráveis e 212 contrários. Nenhum republicano aprovou o plano. Agora, a projeto será votado no Senado , onde a vice-presidente americana, Kamala Harris , pode dar o voto de minerva. "O povo americano precisa saber que seu governo está ao seu lado", disse a presidente da Câmara, Nancy Pelosi.

O programa prevê US$ 1 trilhão em ajudas para os americanos, US$ 440 bilhões para as empresas, US$ 350 bilhões para os estados e prefeituras e US$ 160 bilhões para acelerar a vacinação e testagem contra a Covid-19 . "O objetivo é tirar 12 milhões de americanos da pobreza", segundo Biden, que vai propor um aumento do salário mínimo de US$ 7,25 para US$ 15 por hora.

O plano é a primeira iniciativa legislativa do presidente eleito, que, no fim do ano passado, já havia divulgado um programa que prevê gastar US$ 7 trilhões em 10 anos para recuperar a economia americana no pós-pandemia, sobretudo por meio de investimentos em infraestrutura e energia renovável.

Os Estados Unidos são o país mais afetado pela Covid-19 e já ultrapassaram a marca de 500 mil mortes e de 28,4 milhões de casos desde o início da pandemia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários